Copyright 2010 Mestre Arfaern. All rights reserved. Web Hosting by Yahoo

Mestre Arfaern, São Paulo, São Paulo , Brazil
dom@mestrearfaern.com




     Inveja ou invídia no BDSM


06/06/2017

É um sentimento de angústia, ou mesmo raiva, perante o que o outro tem e a própria pessoa não tem. Este
sentimento gera o desejo de ter exatamente o que a outra pessoa tem (pode ser tanto coisas matérias como
qualidades inerentes ao ser).

A inveja pode ser definida como o sentimento de frustração e rancor gerado perante uma vontade não
realizada de possuir os atributos ou qualidades de um outro ser, pois aquele que deseja tais virtudes é
incapaz de alcançá-la, seja pela incompetência e limitação física, seja pela intelectual. Além disso, pode ser
considerada um sintoma em certos transtornos de personalidade, como na Síndrome de Borderline, no
Transtorno de Personalidade Passivo-Agressiva e no Transtorno de Personalidade Narcisista.

No BDSM temos o mesmo problema, afinal somos seres humanos, tem pessoas ou grupos de pessoas sente
esse sentimento, porque o outro ou outros tem mais sub, mais beleza, mais extrovertido, melhor
relacionamento, mais conhecimento, etc.

Invejoso é incapaz de celebrar o sucesso alheio, pois realiza uma comparação imediata, na qual sempre sai
perdendo. Apesar disso, é um sentimento natural e corriqueiro. "A pessoa sente dificuldade em lidar com a
própria impotência e não aceita a frustração".

A especialista diz que todos nós, de vez em quando, sentimos algum nível de ressentimento ao ver que
outros conquistaram coisas que nós ainda não conseguimos. E, às vezes, jamais conseguiremos, como usar
manequim 38, ter um carro importado ou ocupar um cargo cobiçado. Porém, a inveja pode de se
transformar em motivação, se você resolve economizar para trocar de carro, depois de ver o automóvel
novinho e cintilante do amigo, por exemplo. Inaceitável, porém, é ser refém da inveja, a ponto de descuidar
da própria vida.

Umas das chaves para compreender essa emoção tão nociva é o passado. “Crianças que não se sentiram
amadas, seguras e, principalmente, admiradas por seu pais têm grande chance de se transformarem em
adultos invejosos". Na cabeça deles, é como se somente o que os outros possuem têm valor ou importância,
no caso de BDSM as posses dos outros. Há pessoas que, para camuflar essa sensação, tornam-se
consumistas compulsivas e se endividam de maneira drástica. O consumo seria uma forma de obter status e
aplacar a inveja. Muitas vezes esses invejosos se disfarçam de caras bonzinhos, compreensivos, atentos, até
possuir a sub dos outros.

                                                                                  
Tipos de inveja

Uma invejinha leve pode acometer qualquer pessoa, em algum momento da vida. No entanto, isso não
significa que o sentimento perdurará. “Ela afeta o indivíduo de modo superficial. Embora ele se sinta
incomodado com o sucesso e a felicidade alheios, esse incômodo não é forte o suficiente para mobilizar suas
ações e seus pensamentos por muito tempo”.
A inveja moderada inclui um sentimento de injustiça "por que o outro tem e eu não?", e leva a tentar
constranger, humilhar ou diminuir o outro para se sentir melhor. Quem a carrega, em geral, é inseguro, com
baixa autoestima e não enxerga o próprio valor.

Existe, ainda, a inveja severa, patológica, que segue os comandos de uma estrutura mental psicótica. Dono
de uma lógica distorcida e doentia, esse invejoso não mede esforços para prejudicar o alvo da inveja. Sua
mente perturbada pode conduzi-lo a atitudes extremas, por isso exige acompanhamento psicológico.


Lide com a inveja

Examine-se
“Se você se sente mal em relação a alguém, tente analisar o que aquela pessoa tem que lhe faz falta”. Em
muitos casos, o bem nem é material. Pode ser uma característica de personalidade, como extroversão e
senso de humor. Então, pergunte-se como obter ou desenvolver aquilo que te incomoda, mas você gostaria
de ter ou ser.

Assuma o que sente
A inveja é sempre problema de quem tem. Então, em vez de sair por aí dizendo que o seu santo não bate
com o de fulana, que não vai com a cara de sicrano ou que beltrano te perturba, tome o sentimento para si.
Disfarçar o que sente só vai tornar a emoção ainda mais recalcada.

Verbalize sua angústia
“Guardar a inveja para si mesmo só alimenta e faz crescer o monstro”. Deixe a vergonha de lado e abra seu
coração para uma pessoa de confiança que seja alheia à história. Você vai ouvir outro ponto de vista. E falar
diminui o peso dos fatos.

Trabalhe a confiança
Tenha fé em si mesmo. “Em vez de reclamar sobre aquilo que não tem, concentre-se em tudo aquilo que
você já tem”. Uma boa ideia é trabalhar com listas: escreva uma sobre suas qualidades, outra sobre as coisas
que almeja e a terceira sobre o que pode fazer para conquistá-las.

Olhe para si mesmo
Enquanto seu olhar estiver direcionado para o que acontece na casa do vizinho, sua vida não vai para frente.
Vamos supor que você não seja psicopata, mas sua inveja tem uma força maligna capaz de destruir o novo
apartamento da sua prima. O fato de ela perder o imóvel vai fazer a sua vida melhorar? Não. A inveja
nociva é inútil.

Supere-se
Pare de concorrer inutilmente com os outros...
Que tal competir com você? Tente superar as próprias vitórias. Em vez de reclamar que seu colega ganha
mais do que você, trace estratégias para conseguir um aumento de salário. Outro exemplo: reclamar que a
secretária da empresa usa roupas curtas demais para exibir as pernas não torna ninguém mais magro.
Entrar para a academia, sim.

Exercite a imaginação
Sabe aquela brincadeirinha de imaginar que uma mulher tão bonita como a Gisele Bündchen não pode ser
perfeita, já que provavelmente tem caspa, mau hálito ou chulé? Faça o mesmo quando perceber que está
começando a sentir inveja de alguém. E use seus devaneios também para pensar coisas positivas, como o
esforço alheio para conquistar algo. Valorizar o merecimento minimiza não só a cobiça como é o primeiro
passo para começar a ir à luta também.


Se você é alvo de inveja

1. Não sinta culpa por suas conquistas. Os invejosos se alimentam dela;
2. Não fale sobre projetos ou planos antes que se concretizem;
3. Não alimente a inveja alheia, alardeando o que fez ou o que deixou de fazer;
4. Não se vanglorie se souber o motivo pelo qual é invejado;
5. Neutralize a pessoa invejosa, elogiando-a e chamando sua atenção para seus pontos fortes.


Como identificar uma pessoa invejosa

Estraga o seu sonho. Você acaba de passar por algo maravilhoso e a pessoa em questão, assim que você lhe
conta cheio de felicidade, só faz diminuir a importância do fato e até o menospreza, com frases do tipo: “ah!
Que bom… mas também não é para tanto…”. Isto acontece porque o fato de diminuir a importância de
eventos ao nosso redor faz com que enxerguemos a nossa realidade de forma mais bela do que do nosso
amigo que acaba de ganhar na loteria.

Critica você em público. Um dos traços mais importantes de uma pessoa que tem inveja de você é menos
prezá-lo ou fazer comentários negativos sobre você na frente de outras pessoas. Você não sabe por que ela
de repente teve essa atitude, mas se sente ferido internamente.

A comemoração forçada. Você conta uma notícia muito boa para o seu amigo e ele fica muito contente, a
ponto de copiar os seus gestos de alegria, expressões…, mas você nota que o seu sorriso é pouco natural e
forçado. Logo você percebe que está fingindo. Por quê? Para que a sua inveja passe despercebida.

A ajuda fantasma. O seu amigo lhe diz que sempre vai estar ao seu lado, tanto para as coisas boas quanto
para as ruins. Acontece que quando você mais precisa dele para conseguir “aquilo” que fará você se sentir
feliz, ele desaparece com desculpas. Você se pergunta: “mas então, para que me disse que iria me ajudar no
que eu precisasse? ”. Mesmo que ele tenha prometido, talvez não o ajude. A inveja é muito ruim.

Rouba o seu mérito. Supondo que ele o ajude, diante do restante dos seus amigos ele solta um “sem mim
você não teria conseguido”.

Desanima você constantemente. Uma amizade sadia tem empatia, apoio e cuidado mútuo. Pois bem, neste
ponto a pessoa invejosa tem todo dia algum, “mas” ou alguma frase que tira toda a sua vontade de
qualquer coisa.

De repente ela desaparece da sua vida. Tudo está indo super bem para você em todos os sentidos e de
repente o seu amigo desaparece da face da Terra sem avisar. Você passa a vê-lo com menos frequência, com
desculpas para não se encontrarem. Acontece que a sua felicidade atual é uma coleção de lembranças de
que a sua vida está mergulhada em muitas frustrações que prefere não se atrever a trabalhar e seguir em
frente, preferindo se afastar.

Critica os outros. Quando seu amigo critica outras pessoas com as quais se relaciona na sua frente,
certamente também fala mal de você. Então pergunte-se: “Por que eu deveria ser uma exceção? ” e tome
uma atitude a respeito.

O que fazer se no seu círculo existe uma pessoa invejosa?

O primeiro conselho é usar a empatia. É muito sábio parar para refletir no que levou o seu amigo a sentir
esta emoção tão negativa que está lhe provocando um grande dano emocional. Talvez você também esteja
agindo de modo pouco adequado com essa pessoa.

Também é bom considerar suas experiências “negativas”, e se estas o levaram a agir assim. Se ela está
passando por um momento complicado, é normal que não receba nossas boas notícias de forma tão
efusiva…

Outro exercício recomendado nestas circunstâncias é falar com essa pessoa sobre o que está causando
incômodo ou feridas. Chegar a um entendimento é sempre a melhor coisa em um relacionamento, seja de
qual tipo for. De fato, é melhor do que supor e simplesmente sentenciar o amigo.

A última opção, se ele estiver na defensiva, é bom colocar um pouco de distância e repensar a amizade.
Pode acontecer de você estar diante de um relacionamento tóxico.

Veja os tipos de invejosos e saiba como lidar com esse sentimento

Todo mundo sabe o que é inveja: aquela raiva lancinante, que chega a doer, ao desejar o que é de outra
pessoa. É ruim sentir inveja. E a sociedade condena quem a tem.

"A inveja é uma declaração de inferioridade".

O invejoso é incapaz de celebrar o sucesso alheio, pois realiza uma comparação imediata, na qual sempre sai
perdendo. Apesar disso, é um sentimento natural e corriqueiro. "A pessoa sente dificuldade em lidar com a
própria impotência e não aceita a frustração".

“Se você se sente mal em relação a alguém, tente analisar o que aquela pessoa tem que lhe faz falta”. Em
muitos casos, o bem nem é material. Pode ser uma característica de personalidade, como extroversão e
senso de humor. Então, pergunte-se como obter ou desenvolver aquilo que te incomoda, mas você gostaria
de ter ou ser.

Língua venenosa e afiada

As pessoas invejosas dão vazão ao seu rancor através das palavras negativas ou depreciativas, que usam
para tentar destruir aquilo que cobiçam. Por gastarem tanta energia nisso é que acabam não conseguindo
coisas boas para a própria vida.


Tipos de Invejosos, Objetivo e Frases tipicas

1. Sádico-sarcástico
Humilhar quem teve uma ideia ou se saiu melhor em algo. "Você poderia ter perguntado qual é a flor
favorita da mamãe antes de trazer uma"

2. Tiro na Cara
Fazer o outro se sentir mal. "Nossa, o que aconteceu? Você está com uma cara acabada!"

3. Metralhadora Disparada
Desqualificar conquistas e méritos. "Então você passou no vestibular, hein? Pena que a faculdade seja tão
pouco qualificada nessa área."

4. Doce Assassino
Esquartejar a paciência ou a autoestima alheia, devagarzinho.
Frase: “Olha, preciso dizer algo que vem me incomodando muito. Não sei se você vai gostar, mas...”

5. Intrometido
Ocultar informações sobre a própria vida e fingir que quer ajudar para descobrir coisas. “Ouvi sua conversa
sem querer Você vai mudar seu filho de escola? Tenho nomes ótimos para indicar... Mas o que houve? ”

6. Eu não Criticar, de modo sutil.
"Não tenho nada contra usar roupas casuais no trabalho, mas você não acha que a sua saia está curta
demais? ”

7. Eu-eu parecer melhor, minimizando as ações do outro.
"Não acredito que você esteve em Paris e não foi naquele restaurante incrível que indiquei!"


Enfim, eu pessoalmente prefiro longe e os ignoro, a melhor arma é essa !
Aos que precisam de ajuda e esclarecimento sobre BDSM, e só mandar email para mim, com prazer estarei ajudando aos que precisam