Copyright 2010 Mestre Arfaern. All rights reserved. Web Hosting by Yahoo

Mestre Arfaern, São Paulo, São Paulo , Brazil
dom@mestrearfaern.com

História do BDSM em Tempos Modernos



* 1918: Lançamento da revista London Life, a primeira comercial com referências fetichistas. Nas páginas
são veiculados os primeiros anúncios de encontros e festas privadas.

* 1919-1933. Há alguns momentos-chave no século 20, quando a cultura BDSM realmente bateu o seu
passo. Durante o período anterior à Segunda Guerra Mundial, Weimar, Alemanha, era conhecida por ser
super sexualmente progressista, com uma extensão da cultura fetish européia que era comum no início do
século XX.

* 1934. Outra cultura heterossexual heterossexual distinta conhecida como "American Fetish", surgiu
durante a depressão nos EUA. Muitos dos elementos visuais que associamos ao BDSM estavam em jogo
aqui: sapatos de salto alto e botas, longas luvas pretas, piercings, tatuagens, uniformes, trajes. Jogo de
papéis, cross-dressing, dominação feminina, wrestling e pôneis humanos eram todos parte da cultura aqui.

* 1946: Revista Bizarre, cujo conteúdo era voltado para o bondage e o sadomasoquismo. Distribuída em
clubes e ambientes sadomasoquistas














* Década de 1950 A Segunda Guerra Mundial, Trouxe o nascimento da comunidade de couro e os começos
da subcultura gay em America do Norte.

* 1951: Fundado, em Nova Iorque, o primeiro clube reconhecidamente sadomasoquista: Shaw’ s

* Década de 1960. Durante a revolução sexual dos anos 60 na América do Norte, o conteúdo baseado em
BDSM começou a surgir em filmes comerciais e fotografia. Irving Klaw, John Willie, Eric Stanton e Bettie
Page modelo contribuíram para normalizar o BDSM na cultura mainstream americana - e nos trazer
algumas super sexy e filmes.

* Nos anos 60 e 70: A Europa assiste o surgimento das associações sadomasoquistas: grupo Berlin, na
Alemanha, Sixty-nine Club, na Inglaterra, VSSM, na Holanda, Boys Cuir France, na França e MSC, na
Bélgica



















* 1969: Primeira festa pública na cidade de Colônia, na Alemanha, que reúne mais de 100 pessoas

* Década de 1970. Embora haja muitos artistas para mencionar , Robert Mapplethorpe foi um fotógrafo
incrível que documentou atividades relacionadas ao BDSM e empurrou o movimento para a frente. Sua
obra mais famosa descreveu a cena subterrânea do BDSM em Nova York.

* 1971: Proliferação de grupos ao redor do mundo que passam a reunir até 400 pessoas cada. Na Europa
começam a ser reconhecidos os switchers, indivíduos que têm prazer em dominar e também ser
dominados

* 1987: Fundado o grupo alemão Sündikat Hamburg, que desenvolveu intensa atividade social e editorial.
Realizaram a primeira grande festa S/M européia, na galeria Abriss, em Hamburgo, reunindo mais de 700
pessoas. Nos Estados Unidos são contabilizados cerca de 2 mil grupos S/M e na Europa 180







* Década de 90: a partir daí intensifica-se o desenvolvimento de casas, clubes, associações e literatura do
gênero. E também foi criado o grupo de discussão ALT. SEX, na internet. A sigla BDSM populariza-se. A
interação entre praticantes e interessados torna-se mais dinâmica. É farto o material de pesquisa

Entre 1751 e 1766, Sir Francis Dashwood fundou um clube que se reuniu duas vezes por mês nas cavernas
sob Medmenham Abbey, em Buckinghamshire, Inglaterra. Aparentemente uma ordem religiosa, os
membros do clube, de facto, revelou em actividades subversivas, adorando deuses pagãos da Grécia e
Roma, e revivendo uma série de práticas que atribuiu às vezes, inclusive consensual flagelação como um
ato sexual. O Clube do Inferno (em inglês: Hellfire Club - "Clube do Fogo do Inferno") eram vários clubes
privados frequentados pela elite na Grã-Bretanha e da Irlanda no século XVIII. Foi em sua época mais
ilustre presidido por Sir Francis Dashwood. Presume-se que suas reuniões constituíam-se de pródigas
bebedeiras e orgias sexuais e, segundo crenças populares com menos fundamento, cultos satânicos e
rituais de magia negra. Os encontros do Clube do Inferno eram realizados na Abadia de Medmenham, à
margem do rio Tâmisa.











No começo da Segunda Guerra Mundial, onde motos foram amplamente utilizados no exército, moto
clubes nos EUA desenvolveram uma forte identidade independente e social, levando à criação da
subcultura biker. Vários destes se tornou um foco para os gays, principalmente em Nova York, San
Francisco e Los Angeles, e das casas do clube usado por aqueles motociclistas começaram as barras de
couro em primeiro lugar.

Em 1956, um soldado gay finlandes, Touko Laaksonen, começou a publicar desenhos eróticos baseados no
uniforme e botas de couro preto que havia sido uma influência formativa sobre ele durante a Segunda
Guerra Mundial. Este conjunto da estética para a cultura couro gay que foi formalizado em 1972 por Larry
Townsend, em seu livro "Manual de homen de couro".















Enquanto isso, no lado heterossexual, as idéias divulgadas pela subversivos do século 18 foram mantidos
vivos pelos artistas e escritores, nomeada de John Willie, Eric Stanton e Irving Klaw cuja pinup fotos de
Bettie Page trazidos para as imagens tradicionais, que anteriormente havia sido limitada a ilustrações de
livros eróticos, como Fanny Hill e Histoire d'O (História de O).















O conhecimento prático de como realizar atividades BDSM segurança lentamente percolados dos clubes de
couro através da cena gay fisting que estava aceitando a das mulheres (que tinham os punhos menor). Em
1971, o soceity Eulenspiegel foi criado em Nova York - o primeiro grupo moderno dedicado ao público
BDSM aberto aos heterossexuais.















Na Europa, as coisas estavam começando a mexer. Na década de 1970 revistas fetiche como Atomage, em
torno de bondage spanking, borracha e roupas usadas colunas anuncio pessoal que colocou os devotos em
contato umas com as outras (por exemplo, o Clube de Macintosh). Tocar as partes que anteriormente
tinham sido estritamente privados ou relacionados com os estabelecimentos de dominatices profissionais,
como Miss Whiplash começou a ser executado em uma base comercial. Em 1983, um clube chamado Der
Putsch foi iniciado em Londres, levando a revistas como a pele de dois, e os clubes mais sendo iniciados,
como a submissão, Jardim Tortura e Whiplash. clubes anteriores pública no Reino Unido incluem uma
execução em Edimburgo em 1957, também chamado de Clube do Inferno.
Aos que precisam de ajuda e esclarecimento sobre BDSM, e só mandar email para mim, com prazer estarei ajudando aos que precisam